Perguntas Frequentes

P: A onde vai o dinheiro?
R: O dinheiro arrecadado vai diretamente para financiar os projetos de desenvolvimento sustentável gerenciados pelas populações das áreas protegidas e/ou do seu entorno. A sociedade tem uma dívida com a população da Floresta, que mantém as árvores em pé.

P: O fato de eu patrocinar uma árvore me torna proprietário desta árvore?
R: Não. A Floresta não é propriedade de ninguém. Os humanos temos recebido gratuitamente os bens da Floresta, a biodiversidade, a água dos rios e igarapés, os animais que eventualmente pescamos e/ou caçamos, e  usufruímos achando que temos poder sobre todos eles. Por outro lado, os humanos delimitamos áreas que conveniamos são de alguém, porque as “herdamos” de nossos pais e parentes, porque as “compramos”, porque foram “desapropriadas” e designadas à Reforma Agrária e, por tanto, transferida a responsabilidade de gerenciar lotes de terra à famílias da Agricultura Familiar, que se tornam legítimos proprietários. Mesmo assim, existem uma leis, mais rígidas em uns países que em outros, que obrigam a proteger a Floresta e sua Biodiversidade, mantendo diversos corredores ecológicos, que têm status jurídico, mosaicos de áreas protegidas, etc. O fato de patrocinar uma árvore e pôr o teu nome, você reforça a proteção das áreas legalmente protegidas, tanto as institucionais (públicas) como as das propriedades particulares.